Um novo olhar sobre os vinhos que mistura as artes visuais e vinhateiras num produto único para apreciar com amigos e uma boa conversa e também, para coleccionar como verdadeiras obras de arte. Estamos a falar do Pôpa Art Projects que tem lugar de destaque na garrafeira Virgu Wines.

Esta linha de vinhos de colecção da Quinta do Pôpa, um projecto duriense que esteve entre os viticultores em destaque no simplesmente… Vinho 2017, apresenta-se como uma “nova forma de ver o mundo vínico”.

A ideia é “repensar e surpreender” para dar a conhecer “um novo ponto de vista” sobre o vinho, conforme se explica no site da Quinta do Pôpa. Não se trata apenas, de “um simples embelezamento do rosto dos vinhos”, mas também de evidenciar “a alma que lhes corre por dentro”, destaca-se na divulgação do projecto artístico.

Assim, os Pôpa Art Projects consubstanciam a qualidade da produção de tipo artesanal e do toque de enólogos consagrados, com uma identidade visual criada por artistas originais.

Na Colecção Vinho Tinto Finkus “Milf & Lolita” 2013, que pode ser adquirida na loja da Virgu Wines, colaboram o enólogo de renome internacional Finkus Bripp e o ilustrador francês McBess que idealizou rótulos a lembrar personagens de Manga japonesa.

A versão “Lolita” apresenta-se como um tinto frutado e fresco, como uma jovem segura de si, harmonizando na perfeição com carnes vermelhas, queijos e enchidos. Já o tinto “Milf” é mais encorpado, de aroma intenso e complexo como as mulheres maduras, acompanhando muito bem com pratos fortes como javali ou picanha.

Na colecção Vinho Tinto Pôpa Fiction 2012, igualmente à venda na Virgu Wines, o produto final resulta da parceria entre o enólogo João Menezes, um homem da Bairrada que se entregou de corpo e alma aos vinhos do Douro, e o ilustrador português Mário Belém que marca a sua arte com traços populares e do universo castiço nacional.

Estamos a falar de três vinhos que “contam” três histórias com uma inspiração que mistura a literatura de cordel e o universo de “Pulp Fiction”, o filme de culto de Quentin Tarantino.

O “Hot Lips” apresenta-se como uma mulher sexy, leve e frutado, ideal para acompanhar os pratos tradicionais de sabor forte, enquanto o “In The Flesh” tem o sabor do “pecado”, sendo perfeito para equilibrar pratos de caça. Já o “The Grape Escape“, um tinto encorpado, com alguma acidez, complementa às maravilhas enchidos e queijos de cabra e ovelha.

A qualidade do Pôpa Art Projects já lhe valeu uma Menção Honrosa nos Prémios Empreendedorismo & Inovação do Crédito Agrícola, em Novembro de 2016, na categoria: Comercialização & Internacionalização.

Clique para ver os vinhos:

Deixe uma resposta